Como organizar sua vida em 3 passos? | Por Lari Marolla

Como organizar sua vida em 3 passos? | Por Lari Marolla

TENHO UMA DICA DE AMIGA PRA VOCÊ!

Não sei você, mas algumas vezes me sinto sobrecarregada, são tantas tarefas para fazer que 24h não parece ser tempo suficiente para realizar tudo. Com isso, já descontei muitas vezes a sobrecarga em comida, em pessoas, no meu corpo, enfim, nada que realmente me ajudou a resolver as coisas.
Foi de tanto sofrer que aprendi 3 passos que me ajudaram e me ajudam muito a administrar minha vida. Espero que minhas dicas te inspirem a buscar um equilíbrio em seu dia a dia também.

1. PRIORIDADES
Gosto de ter sempre em mente as minhas prioridades, que podem ser coisas que serão executadas em curto, médio ou longo prazo. Quando estabeleço prioridades consigo visualizar onde vou colocar meu tempo, ideias, força e dedicação, me dando um norte bem claro do que terei que abrir mão e deixar de fazer até aquilo ser concluído.

“Ah Lari, não sei bem o que é prioridade pra mim nesse momento”. Então vamos descobrir, porque isso é chave para os próximos passos. Lembre-se, não é possível focar em tudo e nem tudo precisa de um foco especial, pois são coisas que já estão funcionando do jeito que você quer.

Caso tenha dúvida de como definir uma ordem de importância, minha dica prática é: escreva uma lista com tudo o que é importante para você (desde cuidados com a saúde, relacionamentos em geral, um projeto, um sonho, um novo passo na carreira ou estudos, vida espiritual, sentimental, escreva tudo o que vier na mente). Feito isso, escolha 7 itens que ainda não estão do jeito que você gostaria que estivessem. Dos 7, escolha 3 para correr atrás e conquistar. Caso 3 seja muito, foque em 1 de cada vez, mas mantenha esses 3 como prioridade das prioridades rs

2. PLANEJAMENTO
Sem planejamento será muito difícil concluir suas prioridades no tempo e com a qualidade que você quer. Não dá para ignorar esse passo e, por mais chato que seja planejar, sem ele não será fácil prosseguir.

“E, por onde começo?”. Bem, pegue sua lista de prioridades, olhe seus 3 pontos principais e planeje um por um. Coloque no papel o que será necessário fazer levando em consideração seu tempo, dinheiro para investir, disponibilidade, etc. Quais estratégias serão necessárias? Quanto tempo você quer levar em cada uma? Precisará investir, quanto te custará? Pesquise, estude, conheça bem sua prioridade para saber como realizá-la.

Por exemplo, coloquei em minha lista que minha prioridade principal agora é cuidar da saúde. Quero em 3 meses melhorar essa área e me sentir melhor comigo mesma. Para isso preciso:

– fazer exames e por tudo em dia
– fazer exercícios (Se for para uma academia preciso fazer cotações, ver como será a rotina de ir em uma e conciliar isso com meu trabalho ou estudos. Não tenho dinheiro, então vou pesquisar um parque ou uma escadaria perto de casa que são legais para essa finalidade. E o tempo que terei para isso? Talvez aulas com professores online seja a melhor saída, um investimento mais adequado para minha rotina)
– Tenho roupas para prática de esportes? Tênis apropriado? Ixi, não tenho. Vou economizar esse mês para essa compra
– Saúde também engloba pele, cabelo, dentes, quero dar um trato em tudo! Então preciso me organizar, saber direitinho quanto vou gastar, os profissionais que vou procurar…. e por ai vai!

É um exemplo simples, mas já dá pra ter uma ideia de que quanto mais pontos tiver em sua lista, mais planejada você poderá estar e mais disciplinada estará para que tudo aconteça no tempo em que você mesma estipulou. Dica para não desistir: tenha tudo isso anotado em um lugar que você veja com frequência como um caderno, uma agenda do celular, uma folha na geladeira, para que sua vontade de concluir aquilo não se perca. Foque também nos benefícios que essas prioridades concluídas te trarão, escreva-as se for necessário, mas não deixe o desânimo te pegar! Você pode!

3. METAS
Gosto de por metas em meu dia, semana, mês e até mesmo ano. Elas podem estar dentro ou não das minhas principais prioridades, dentro ou não do meu planejamento. Vejo minhas metas como algo a mais que posso fazer, um desafio que coloco para mim mesma. Quando consigo finalizar o dia e concluir meu planejamento e minha meta, dá aquela sensação de dever cumprido! E essa alegria de ter consigo realizar algo a mais do que o esperado, me dá ânimo para criar outra para o dia seguinte. Seguindo o exemplo acima, fiz um planejamento simples para você entender melhor o que estou falando:

Atividades do dia:
– acordar as 6h e orar
– as 7h me arrumar e ir para o trabalho
– no trabalho preciso fazer aquela tarefa xxxx
– não esquecer de ligar e marcar uma consulta no médico xxxx
– 18h sair do trabalho e ir na academia
– 20h chegar em casa e fazer aquela tarefa xxx
– 23h dormir
Meta
– tentar ler um capítulo do livro xxx antes de dormir

As minhas metas podem ou não ser concluídas, mas são incentivos para meu dia não cair na rotina.

COMEMORE!
Quando concluir suas 3 prioridades chegando no resultado que precisava, celebre! Mesmo se for uma pequena vitória, faça uma comemoração para marcar a conquista. Isso te incentivará a buscar mais 3 itens daqueles 7 que ainda estão em aberto em sua lista, te dando força e incentivo para continuar. Entendo por comemoração fazer coisas que me privei de ter nesse tempo que estava focada em conquistar meus 3 pontos, seja ir ao cinema ou ver uma série legal, sair com as amigas ou ficar em casa tranquila, comer em um restaurante ou cozinhar para pessoas queridas, me dar um presente ou passear em um lugar diferente, enfim, faça algo por você e para você. Combinado?

COMO LIDAR COM A FRUSTRAÇÃO DE NÃO CONCLUIR O PLANEJAMENTO E METAS?
Sei que a vida é imprevisível e muitas vezes não conseguiremos fazer exatamente o que tínhamos em mente. Mas não existe uma fórmula pronta de como lidar com a frustração de não ter realizado algo, é uma coisa que vai de cada pessoa. Eu, por exemplo, fico triste quando não consigo fazer aquilo que estava planejado ou ver o tempo passar e nada sair do papel. E tudo bem, somos seres humanos. Algumas vezes será necessário repensar se essa prioridade realmente está sendo colocada no tempo certo da sua vida. Será que está madura o bastante para isso? Ou tem tempo e energia o suficiente para levar adiante? Tudo bem parar e refletir, fazer uma análise e decidir se continuará ou não planejando esse ponto. Talvez repensar as prioridades e colocar outra coisa na frente dessa seja bom para você aprender e crescer e depois poder voltar a anterior e conclui-la. Busque seu melhor desempenho, mas não se cobre tanto, não se martirize. Há tempo para todas as coisas, entenda qual é o seu hoje.

Claro, muitas vezes temos prioridades que não podem ser adiadas, é necessário levantar a cabeça, encarar e se virar nos trinta para conseguir. Por isso, se estiver pesado demais, minha dica é que você não passe por isso sozinha, procure ajuda de familiares e amigos que possam dividir essa carga com você. E se não tiver esse apoio também, procure um profissional como coaching ou psicólogos que possuem ferramentas que poderão te auxiliar. E o mais importante de tudo, não se esqueça que Deus te ama e pode aliviar sua carga e colocar paz em seu coração para que você continue e não olhe para trás.

CONCLUSÃO
Nossa rotina pode ser muito estressante mas quando temos prioridades, planejamento e metas, conseguimos aliviar a correria da semana e ter a mente sempre organizada. E tudo bem se algumas coisas não sairem como o planejado um dia ou outro, acontece. Mas, não deixe “a vida te levar”, afinal ela é sua e você é responsável em fazê-la acontecer. Lembre-se, você tem um propósito nessa terra, ser organizada pode te ajudar a alcançá-lo.

Meu desejo é que minhas dicas te inspirem e te ajudem. Se precisar, deixe um comentário que te responderemos!
Um beijo, Lari

Sobre a autora:
Fundadora do GPMOVE, pastora e jornalista.
Fb: Larissa Marolla / Instagram: @larissamarolla

Deixe uma resposta