Mas afinal, o que é autoestima? | Por Katia Maciel

Mas afinal, o que é autoestima? | Por Katia Maciel

É um tema muito comentado, mas talvez pouco aprofundado. Acredito que autoestima não é apenas gostar de si, ter “amor-próprio” como costumamos ouvir, mas é algo muito mais profundo, que está enraizado em nossa percepção de nós mesmas, do mundo, das pessoas, do que merecemos, do que somos capazes de fazer e de quem somos verdadeiramente. É importante termos consciência de como está nossa autoestima, para se orgulhar diante daquilo que já foi superado e perceber o que está oculto, como um ciclo “inconsciente” que você nem percebe.

Quando não há iniciativa em dar passos em direção aos seus objetivos, seja pelo medo de arriscar, do novo, medo de se expor, da crítica, quando vemos somente nossas falhas e somos inseguros diante dos desafios e resistentes a mudanças ficamos desanimadas e desmotivadas, sem saber o motivo.

O mesmo ocorre quando não sabemos lidar com frustrações, perdas, pressões, solidão, situações de crise, assumir a responsabilidade pelas escolhas, entre outras coisas. Tudo isso são reflexos da forma como a baixa autoestima interfere em nossa vida.

Mas a boa notícia é que é possível mudar este quadro ao ter consciência disso. Quando nos fortalecemos e gerenciamos nosso emocional, nossos pensamentos, sentimentos, ações, tudo muda! E é este passo que daremos daqui em diante!

OLHE PARA FRENTE
Autoestima está totalmente ligada a forma como encaramos as lições da vida. Você prefere enxergar o lado negativo ou positivo das experiências? Sempre teremos duas opções: ou ficaremos mais traumatizadas ou ficaremos mais maduras.
Talvez você passou por decepções e sua alma ainda está ferida. Sei bem como é isso, pois já fui ferida e durante muito tempo fiquei presa ao passado. Enquanto isso, minha vida ficou paralisada e eu cada dia mais decepcionada, amargurada, triste. Até que me libertei do passado e percebi que poderia tirar o melhor proveito disso, mudando meus comportamentos e amadurecendo com cada experiência.

Se colecionarmos apenas as partes ruins e potencializarmos os traumas ficará difícil virar a página, ficará difícil ter fé, ser otimista. Não deixe a vida te endurecer. Procure as lições de cada história. Tudo vem para nos ensinar, basta nos dedicarmos em aprender!

3 PASSOS PARA SE FORTALECER E DESFRUTAR DE QUEM VOCÊ É
1. Não tenha medo de errar.
Em vez de permitir que os erros a paralisem, deixe que eles a treinem. Às vezes precisamos tomar decisões, sair da nossa zona de conforto, mas certamente isso te levará a um novo nível de crescimento e autoconfiança. A maioria das pessoas que se tornaram relevantes, um dia também falharam no meio do caminho. Por isso, tente, arrisque! O importante é aprender com cada iniciativa. E não desista! Vamos em frente!

2. Tenha a sua própria opinião.
Todos nós temos pontos de vista diferentes. A maioria pode ter uma visão diferente da sua, mas saiba em que você acredita e porque acredita. Sabedoria é saber quando ficar calado e quando falar. Isso definirá cada vez mais sua identidade e autonomia!

3. Aprecie suas qualidades.
Isso é um dos primeiros passos no processo de transformação profundo. Claro que temos pontos fracos a aperfeiçoar, mas se você desenvolver e focar nos seus potenciais se tornará mais confiante e isso refletirá em todas as áreas de sua vida. Faça um exercício: escreva 3 qualidades suas num papel, cole em um lugar que veja com frequência e leia em voz alta essas qualidades diariamente! Aos poucos verá as mudanças!

Espero que minhas dicas a ajudem nessa busca pela autoestima! Um beijo.

Katia Maciel

Coach

Deixe uma resposta